O Departamento Justiça e Solidariedade do CELAM (DEJUSOL) criou oficialmente a “Red Clamor”, ou Rede Latino-americana e do Caribe para a Pastoral de Migrantes, Refugiados e vítimas do tráfico.

 

O organismo foi trabalhado por quatro anos e hoje reúne grande parte das organizações de mobilidade humana da Igreja Católica da América Latina e do Caribe.

 

A cerimônia que selou a criação da entidade ocorreu em Santiago de Caballeros, na República Dominicana.

 

O Presidente do Dejusol, Dom Gustavo Rodríguez, manifestou sua satisfação pela novidade e destacou “o entusiasmo dos participantes do projeto”, que “realiza um sonho e dá esperança ao futuro deste tipo de Pastoral”.

 

Fazem parte da Rede os escalabrinianos, o Jesuit Refugee Service, diversos Departamentos da mobilidade humana das Conferências Episcopais Latino-americanas (República Dominicana, Guatemala, Haiti, Chile), além de inúmeras Congregações Religiosas.

 

O Presidente da Pastoral Social da República Dominicana, Dom Julio Corniel, reafirmou que “a Red Clamor” é como a consolidação de ações concretas para o trabalho com os migrantes, a fim de que se sintam apoiados e unidos na busca de soluções aos problemas que se apresentam. Sem dúvida, a Rede é  um grande sinal de esperança”.

 

A “Red Clamor”, por fim, deseja ser “um hospital de campanha em que os  migrantes, os deslocados, os refugiados e as vítimas do tráfico possam ser acolhidos, protegidos e cuidados, reconhecidos em sua dignidade e ajudados a integrar-se nas comunidades de acolhida”.

 

 


RCR/ Rádio Vaticano